Declaração

Nós, os Thiudans e o povo da Nova Visigótia, a fim de restaurar os fundamentos da cultura ibérica e visigótica, declaramos a fundação da Nova Visigótia como uma nação soberana. Manifestamos a Nova Visigotia como uma nação independente no mundo, com sua própria constituição e governo estabelecido, com todos os direitos e responsabilidades que esse status possui.
Como nação soberana, a Nova Visigótia faz as seguintes reivindicações a órgãos e direitos internacionais:
Reconhecemos os territórios dos antigos visigodos como nossa pátria cultural e religiosa.
Reconhecemos as realidades políticas modernas que tornam impossível a restauração de tais terras antigas. Portanto, limitamos nossa reivindicação territorial ativa a uma quantidade de terra pelo menos igual à terra onde ela será fundada no formato de um fórum visigótico, uma capital para a administração de nossa cultura. A localização exata desta nova capital governamental e espiritual visigoda deve ser determinada.
Além disso, para que nossa presença no mundo seja estabelecida, a Nova Visigótia alega que nosso território físico se manifesta nos lugares que nosso estado, cidadãos e organizações religiosas possuem e ocupam fisicamente, e que a Nova Visigótia pode mantê-los no mundo. Esses territórios existirão em status de Dual Soberania, estando sob a administração cultural e espiritual da Nova Visigótia, enquanto permanecem sob o domínio e as leis civis de outras nações anfitriãs. Nossa garantia é promover uma influência cultural e espiritual benigna e benéfica em todas as sociedades, sendo politicamente neutra nas demais ações.
A Nova Visigótia também reivindica dupla cidadania temporária sobre todos os outros lugares onde os deuses antigos são adorados por nossos cidadãos, além de preservar nossa unidade cultural e espiritual. Essa dupla soberania será administrada diretamente pelo povo e durará apenas durante a celebração de cerimônias e ritos religiosos. Dessa maneira, permaneceremos uma única cultura e nação, assim como existimos entre os outros países do mundo.
A cidadania em Nova Visigótia está aberta a pessoas de todas as nacionalidades e etnias. O objetivo expresso de nossa nação é promover a compreensão e a cooperação internacional com a preservação de nossa fundação clássica comum e incentivar nova vida e honra em toda a civilização ocidental, com a restauração de valores, virtudes e civilidade antiga.
Nós, cidadãos e Thiudans da Nova Visigótia, por meio deste documento, renunciamos formalmente ao uso da força, rebelião, coerção ou intimidação na busca de nosso status e reivindicações internacionais. Nos esforçaremos para permanecer como uma nação legal, calma e benigna, de acordo com os princípios reconhecidos e compartilhados pela comunidade mundial.
Assinado hoje em nome dos Thiudans e do povo da Nova Visigótia:
Þiudans Jah Reiks Athanareiks.